UGC – ÚLTIMO GRANDE CAMPEÃO

Por | 11/02/2014 | Sem Comentários

A primeira vez em que vi esse jogo foi há quase três anos em um evento aberto para o público os jogos criados na SPJam. Lá havia um espaço da Galápagos (produtora de jogos de tabuleiro nacional) onde estava exposto para quem se interessasse por algum de seu acervo – entre eles estava o UGC.

Esse jogo não tem frescura nem conversa, o negócio aqui é resolvido na porrada… Não gostou? Me desafie no ringue se tiver coragem. É esse o espírito que as pessoas têm que adotar para deixar o jogo mais divertido, os jogadores podem encarnar um lutador de MMA já existente ou criar um com nome fictício se possível (Ex: Massaramduba, João Escorpião Oliveira, Sandy Devassa etc). Isso seria o roleplay (interpretação de personagens) usado nos RPGs de tabuleiro, fazendo com que fique mais real (mas não para vida real seus idiotas).

01

É recomendado que seja jogado entre 3-6 jogadores, mas não vejo problemas em ter mais participantes caso tenha mais de um jogo do UGC – é questão de adaptar. No início alguém precisa começar sendo o campeão, ou seja, ser o dono do cinturão, mas não tem uma regra no jogo para decidir. Eu aconselho a criarem alguma coisa rapidamente como decidir no palitinho, maior número tirado no dado ou se já quiserem entrar no clima, uma disputa de braço de ferro.

No começo cada um escolhe uma carta que será seu lutador, nesta também aparecem duas técnicas que você possui dentro das três possíveis no jogo, sendo elas: soco (representada por um punho), chute (um pé) e imobilização (dois braços cruzados). Essas figuras aparecem nos dados pretos de seis faces que representam as jogadas de ataque – no total existem seis desses dados no jogo.

02

Os outros dados que compõem UGC são os de lesões, contendo três dados amarelos com menos possibilidades e um vermelho com mais possibilidades de se machucar, ambos também sendo de seis faces. É preciso administrar bem as a lesões já que é o fator de desempate caso o número de danos causados sejam iguais. Outra coisa é que, caso estiver numa luta, quanto mais lesão possuir, menos dano consegue causar em seu adversário.

05

UGC não consiste só em lutar, na verdade ele tem um sistema de rodadas em que cada jogador pode fazer duas ações na sua vez, menos o campeão que é limitado em uma ação somente por ter que dividir seu tempo dando autógrafos, fazendo comerciais de cereal ou uma “ponta” em algum filme do Stallone. As ações que podem ser realizadas são: treinar, descansar e desafiar algum lutador, ou seja, não é obrigado a ir pra porrada em nenhuma rodada a não ser que seja desafiado, e geralmente as lutas não demoram muito porque cada um só ataca uma vez por luta.

06

Antes de executar uma ação o jogador compra uma carta do monte, elas servem para benefício próprio ou para prejudicar outros jogadores, podem ser usadas em qualquer momento enquanto outras não, mas só é permitido ter no máximo cinco cartas na mão. O jogo também possui quatro cartas “especiais”, sendo que duas estão em branco para você como uma espécie de mestre do jogo criar um objetivo para elas dentro do jogo caso queira adicionar mais desafios (fique a vontade desde um empresário charlatão, uma ring girl ou até um juiz corrupto). Essas cartas são aconselháveis serem usadas somente depois de estar mais adaptado com o sistema do jogo.

04

O prêmio para o vencedor de cada luta são dois pontos de fama e um para o perdedor, mas nesse caso o campeão do momento tem uma vantagem, no começa da rodada ele recebe um ponto de fama independente se for entrar no octógono (ringue onde os lutadores de MMA lutam). Só não ganha ponto de fama o lutador que perder por nocaute, porque sua moral com a torcida “vai pro ralo”. Quem atingir oito desses pontos e estiver possuindo o cinturão é o ÚLTIMO GRANDE CAMPEÃO.

ARE YOU READY?

 

Criado por: Renato Sasdelli

Produtora: Galápagos