Subversos edição nº1 – O Cotidiano em Quadrinhos

Por | 11/03/2014 | Sem Comentários

Subversos é uma revista em quadrinhos colaborativa contendo trabalhos de diversos artistas jovens que conseguiram apoio da Prefeitura da Cidade de São Paulo através do programa VAI (valorização de iniciativas culturais) e teve até o momento seis edições, sendo a última lançada em fevereiro de 2010.

Este incentivo sanou os gastos de impressão da HQ deixando aos colaboradores a responsabilidade pela edição de seu conteúdo. A revista teve os três primeiros números distribuídos gratuitamente em bibliotecas e centros culturais (adquiri a minha primeira edição no Centro Cultural São Paulo). Além disso, estas três primeiras edições também estão disponíveis no site oficial.

O primeiro número contém como tema O Cotidiano em Quadrinhos e une as diversas obras através da ótica citadina. Este pôde ser interpretado por cada artista de acordo com a profundidade e perspectiva que desejassem.

Assim como a grande diversidade de autores tem como objetivo dar oportunidade para o maior número de pessoas publicar seus trabalhos, também ocorre aqui um leve desiquilíbrio na qualidade do produto final ao compararmos (algo inevitável neste caso) a particularidade de cada história criada – seja em arte ou roteiro. Ao mesmo tempo por se tratar de um apanhado de histórias curtas a probabilidade de que pelo menos uma destas atraia o olhar do leitor é bem razoável, no meu caso mais do que uma;

Histórias com roteiro de Jair Corrêa e arte deste com Matias Streb contém apenas duas páginas de um traço firme e roteiro bastante poético; Special Ok de Suelí de Oliveira (hoje Sueli Mendes) é uma obra interessante também, com arte de bonitos ângulos e alguns quadros com composições detalhadas e expressões divertidas dos personagens, ainda que se fosse mais curta talvez valorizasse melhor a história; as belas duas páginas ilustradas pelo também editor e capista deste primeiro número Akira Sanoki; e a engraçada Drops de Daniel Calça.

Além das mencionadas existem outras histórias fechadas, uma geral de tiras tendo diversos autores, além de quatro tiras assinadas por Zizo (Aluísio Soares) e a ilustração de uma página por Alexandre Manoel concluindo o volume com impacto bastante forte.

Ainda que alguns destes que participaram não tenham seguido com a criação de quadrinhos, tenho certeza absoluta que foi uma experiência única colaborar com este volume inicial de Subversos. Ideias como estas tinham apenas que prevalecer para que mais e novos artistas tivessem oportunidade de se descobrirem ao criar.

Subversos1

capa da primeira edição por Akira Sanoki