SILICON VALLEY

Por | 25/07/2014 | Sem Comentários

Silicon Valley é uma região localizada na Califórnia na qual está situado um conjunto de empresas implantadas a partir da década de 1950 com o objetivo de gerar inovações científicas e tecnológicas.

O protagonista Richard criou um programa chamado Pied Peper (Flautista) que tem a função de procurar por correspondências de músicas gravadas e dizer se infringem direitos autorais, e com o argumento de que ele se tornaria o “google das músicas”, convence Erlich a morar em sua incubadora (casa).

13

Erlich já foi um gênio próspero, mas hoje em dia ganha a vida hospedando jovens com projetos promissores, e automaticamente torna-se sócio tendo porcentagem sobre qualquer lucro. Ele é o canastrão da série, fuma maconha quase sempre, e quer se tornar o próximo Steve Jobs vendendo as ideias de seus “peões” para grandes empresas. Até porque, falar em público nesse mundo geek é uma grande vantagem e ele o faz bem e realmente enxerga uma boa ideia.

Pied Peper não dá o retorno imediato esperado, e após quase desistir é descoberto que o algoritmo feito em seu software possui um nível de compressão de arquivo nunca visto antes, sendo capaz de reproduzir mídias em velocidade e resolução altíssimas. Ou seja, Richard criou algo que nem ele sabia do seu real potencial.

09

Após isso, Richard recusa uma proposta de milhões de dólares de Gavin Belson que passaria a ter todos os direitos do Pied Piper, e aceita uma quantia bem menor de Peter Gregory para com essa verba continuar ele mesmo desenvolvendo o software e se manter como CEO da empresa.

Essa decisão o persegue quase toda a temporada cada vez que as coisas estão afundando. Além de Erlich, ainda aparecem mais três amigos que compõe sua equipe no projeto – Gilfoyle, especialista em segurança de rede; Dinesh, expert em JAVA e Jared que faz o papel de assessor organizando toda a parte de logística. Ainda tem Big Head que é amigo de infância de Richard, mas como não é do mesmo patamar “intelectual” dos demais, acaba tendo que sair do projeto e vai trabalhar para Gavin Belson. A única mulher do núcleo é Monica, assistente de Peter Gregory e que possivelmente fará par com Richard… Ou não.

17

A série tenta passar um pouco da corrida do ouro de alta tecnologia em que as empresas concorrem para ter os melhores e mais modernos programas e a busca dos jovens em se tornarem o próximo Zuckerberg. Tirando a parte de serem muito nerds (nesse caso geeks), de ter um indiano e ele ser o que tem mais dificuldades para conversar com mulheres, de resto passa longe de ser comparada com The Big Bang Theory.

Uma frase que representa um pouco a experiência que tentam passar é: “As pessoas mais qualificadas para o sucesso são os menos capazes de lidar com o sucesso”.

Em Silicon Valley é passado que não é suficiente se ter uma boa ideia e abrir uma empresa, eles mostram de forma sutil o processo desde a importância de se ter um conceito, o nome que escolher, o logo, patente, a política, entre outros pontos importantes para talvez se tornar bem sucedido. As partes cômicas ficam por conta das situações, reações e surpresas no roteiro, não sendo necessário as piadas prontas e risadas de fundo.

06

Ela está entre as novas produções que estão apostando em um número menor de episódios, podendo investir melhor em cada um o que particularmente acho muito válido. Terminou sua primeira temporada com oito episódios e é inspirada nas experiências como engenheiro do Silicon Valley no final de 1980 de Mike Judge, também criador da série.

Emissora: HBO

Criador: Mike Judge

Elenco: Thomas Moddleditch, T.J. Miller, Josh Brener, Martin Starr, Kumail Nanjiani, Christopher Evan Welch, Amanda Crew, Zach Woods e Matt Ross.