A VIDA SECRETA DE WALTER MITTY

Por | 14/04/2014 | Sem Comentários

Baseado no conto homônimo de James Thurber que já havia rendido uma adaptação cinematográfica estrelada por Danny Kaye em 1947. É uma daquelas situações em que um ator do cenário da comédia/romântica resolve se desafiar atuando em um filme de cunho dramático, um roteiro com mais profundidade e “viajante” como já aconteceu com Jim Carrey (O Show de Truman) e Will Ferrel (Mais Estranho Que A Ficção).

Nesse caso, Walter Mitty (Ben Stiller) trabalha na produtora da revista LIFE como Chefe do Departamento de Negativos (fotografias), porém a empresa foi comprada e só terá mais uma publicação. Ele recebe as fotos enviadas por Sean O’Connell (Sean Penn) que vive viajando pelo mundo registrando erupções, animais raros, paisagens, etc, mas Walter não consegue achar um dos negativos que seria a foto da capa.

04

Walter trabalha há 16 anos na LIFE, mas não tem histórias emocionante pra contar de sua vida, não consegue chamar atenção das mulheres na rede social (E-Harmony) em que faz parte e que tenta mandar uma “piscada” para uma mulher de seu trabalho com medo de falar com ela pessoalmente. No decorrer do filme, Walter recebe algumas ligações do atendente que trabalha na E-Harmony para atualizar seu status.

Walter vive sonhando acordado viajando em seus pensamentos inúmeras vezes em cenas absurdas, como pular da estação de trem até um prédio em chamas para salvar um cachorro, surfar pelo asfalto e assim por diante. Como último recurso para ter a foto de volta, cria coragem e resolve ir atrás de Sean, o que viria a ser a melhor experiência de sua vida, vivendo de fato algumas das coisas que sonhou.

07

Depois dessa resenha, preciso dizer que foram quase duas horas perdidas do meu tempo (um pouco mais se contar os minutos que estou escrevendo esse texto), após meia hora bocejando já queria parar de assistir, e isso que ele não é lento, mas totalmente previsível, principalmente as “brisas” de Walter, que passa a não ter peso quando se percebe logo o que está acontecendo.

Penso que esse tipo de proposta funciona muito melhor quando se consegue confundir/manipular/ fazer quem está assistindo contestar o que é ou não real, não adianta colocar uma vestimenta mais bonita pra esconder um clichê ou algum tipo de deficiência, pecando bastante na atuação diferente de Truman Burbank (O Show de Truman).

THE SECRET LIFE OF WALTER MITTY

Com outro ator e direção que não o próprio Ben Stiller que pudesse alertá-lo de suas expressões que até agora eu não entendi, ou das tentativas de adicionar graça onde não deve, talvez funcionaria melhor.

O lado favorável do filme fica por conta da fotografia, com imagens belíssimas captadas por Stuart Dryburgh (O piano), as locações (Islândia, Groelândia) também ajudaram bastante pra isso, e é visível a boa intenção em relação ao roteiro, talvez vale a pena pela história apesar de contada de maneira confusa que nesse caso não foi favorável, porque se fosse mais confuso chamaria mais minha atenção. De maneira contraditória acabei gostando de uma “revelação” final.

05